Fisgada nova

Elas trabalham juntas há 14 anos. Inseparáveis nos momentos de vitória, quando conseguem capturar peixes importantes, e também nos mais monótonos, quando a linha de pesca só mexe para se enroscar nas pedras no fundo do rio. Essa rotina, de altos e baixos, pautou os levantamentos de ictiofauna do Parque Nacional do Juruena, tocado pelas

PorRedação betano
20 de março de 2008

Esforço conjunto

Depois de 20 dias navegando pelos rios Juruena, Teles Pires e Tapajós, a maioria dos pesquisadores envolvidos no diagnóstico de biodiversidade para o plano de manejo do Parque Nacional do Juruena já voltou para casa. A socióloga Maria Elizabeth Ramos ficou por lá, no norte de Mato Grosso para terminar seus trabalhos de levantamento sócio-econômico

PorRedação betano
19 de março de 2008

Florada Juruena

No dia 10 de março chegou ao último acampamento da expedição no Juruena um lote de um jornal regional de Mato Grosso. Não era para trazer notícias frescas para os participantes da expedição, afinal, havia reportagens do dia cinco de dezembro do ano passado. O material, esperado com ansiedade pelos pesquisadores responsáveis pelo levantamento de

PorRedação betano
19 de março de 2008

Expedição chega ao fim

Na última sexta-feira, dia 14 de março, terminaram oficialmente os trabalhos de campo da 2ª expedição científica ao Parque Nacional do Juruena. Divididos em dois grupos, os pesquisadores passaram o dia se deslocando da vila de Colares, na margem esquerda do rio Tapajós, até as pistas de pouso da região do Pontal, na barra de

PorRedação betano
17 de março de 2008

Silêncio na mata

Para a rotina dos ornitólogos, o dia nesta quarta-feira não começou tão cedo. As 6h50 da manhã, Dante Buzzetti, pesquisador responsável pelo levantamento de aves para o plano de manejo no Parque Nacional do Juruena, iniciou a investigação de uma trilha bem próxima à última área de estudo da expedição científica. Na verdade, a área

PorRedação betano
13 de março de 2008

Parada em Colares

Duas semanas depois de partir de Alta Floresta, as equipes da expedição científica ao Parque Nacional do Juruena chegaram à comunidade de Colares, a cerca de seis quilômetros do limite norte da unidade de conservação. Neste ponto vivem 120 pessoas, todas da mesma família. À beira do Tapajós, os pesquisadores de artrópodes, aves, ictiofauna, mamíferos

PorRedação betano
12 de março de 2008

A hora do embarque

Nesta segunda-feira O Eco embarca na última semana da expedição científica que desde 24 de fevereiro realiza levantamentos de flora, fauna, paisagem e sócio-economia no Parque Nacional do Juruena. É a terceira vez que pesquisadores visitam a área protegida desde sua criação, em junho de 2006. Depois de um primeiro reconhecimento da área e de

PorRedação betano
10 de março de 2008