Sobre


A websérie documental Monocultura da Energia mostra os impactos de empreendimentos energéticos, do Brasil à Argentina, por meio de quatro histórias: a disputa para explorar petróleo na Foz do Amazonas, uma das áreas mais socioambientalmente sensíveis do planeta; o impacto do fracking (método de extração não convencional de gás) argentino e os riscos caso a técnica chegue ao nordeste brasileiro; os ecossistemas e as populações afetadas pelos parques eólicos no Rio Grande do Norte; e, por fim, um episódio final com reflexões sobre o que é energia justa e limpa pela voz de pessoas indígenas, quilombolas, ribeirinhas e pescadoras, que revelam como a agenda de transição energética não pode deixar de ouví-las.

Teaser


Episódios


A disputa para explorar petróleo na foz do Amazonas.

Episódio 1: A disputa para explorar petróleo na foz do Amazonas

Ativistas, pesquisadores e lideranças indígenas contam como a disputa para explorar petróleo na Foz do Amazonas tem afetado seus territórios em Oiapoque, Amapá, e quais seriam as consequências do avanço das perfurações na área que é uma das mais socioambientalmente sensíveis do planeta.

Os lastros do gás fóssil do Brasil à Argentina

Episódio 2: Os lastros do gás fóssil, do Brasil à Argentina

Em Neuquén, na Patagônia Argentina, povos indígenas e populações vulneráveis sofrem com os impactos nocivos do fracking, método de extração não-convencional de gás. No Brasil, comunidades quilombolas do Maranhão correm o risco de verem seus territórios tradicionais explorados pela técnica, por meio de um edital do Governo lançado no final de 2022.

Os parques eólicos do Rio Grande do Norte

Episódio 3: Os parque eólicos do Rio Grande do Norte

No interior do Rio Grande do Norte, comunidades sofrem com os impactos dos parques eólicos, que chegam em seus territórios sem respeitar a OIT 169, e apontam quais problemas sociais, culturais e ambientais chegaram com a energia gerada pelo vento. 

Quem define o que é energia limpa?

Episódio 4: Quem define o que é energia limpa?

As vozes de pessoas indígenas, ribeirinhas, pescadoras, ativistas e pesquisadoras discutem o conceito de energia limpa e refletem sobre o modelo de produção de energia global ao considerarem as comunidades afetadas na equação da transição energética.

Ficha Técnica


DIREÇÃO
Bárbara Poerner

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
Rodrigo Ferreira

ROTEIRO
Bárbara Poerner

EDIÇÃO
Rodrigo Ferreira

PRODUÇÃO & PRODUÇÃO EXECUTIVA
Bárbara Poerner

DESIGN & ILUSTRAÇÃO
Mariana Baptista

TRADUÇÃO
Moara Zambonin, Paula Nathalie Nocquet

APOIO MASTER
International Center For Journalists (ICFJ)

APOIO
3FILM

PARCEIRO DE MÍDIA
betano

AGRADECIMENTOS
350.org; AMAVIDA; AMIM; Clima de Eleição; Coletivo Cirandas; Confederação Mapuche de Neuquén; Iepé; Indomnia Films; Instituto ClimaInfo; Nordeste Potência; Utopia Negra Amapaense.