Reportagens

Serrar para conservar

No Leste do Pará, um holandês e sua equipe lutam para difundir entre os madeireiros a noção de que é rentável cortar árvores sem devastar. Também é melhor para o meio ambiente.

Manoel Francisco Brito·
6 de julho de 2007·17 anos atrás

Por enquanto, quem ouve o que diz um holandês de 67 anos que dirige um pequeno centro de extração de madeira num canto da Amazônia já bastante degradado, o município de Paragominas, no Leste do Pará, ainda é uma minoria. Mas a partir de outubro, quando o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) deve estar dando as primeiras concessões para exploração florestal em florestas públicas, a audiência de Johan Zweede entre os madeireiros que atuam na região Norte vai certamente aumentar. A razão é simples: quem quiser autorização para cortar árvores em terras públicas precisará obedecer a duras regras de exploração madeireira de impacto reduzido.

Zweede não pensa em outra coisa desde 1995, quando fundou na fazenda Cauaxi o Instituto Floresta Tropical. Lá, ele e sua equipe dão cursos e fazem pesquisa sobre o que é mais conhecido como manejo florestal. A reportagem de O Eco passou dois dias na Cauaxi tentando entender como Zweede consegue conciliar duas idéias aparentemente tão paradoxais: a derrubada de árvores e a preservação da floresta. Embora muita gente diga que o grande benefício do manejo é o seu aspecto ambiental, Zweede prefere argumentar com a economia. Seus estudos e atividade lhe dão a certeza de que é muito mais barato e rentável cortar toras sem devastar. Veja aqui o slide show que conta essa história.

Leia também

Notícias
29 de fevereiro de 2024

Queimadas na Amazônia atingem número recorde em fevereiro

Puxado por Roraima, número de focos de calor registrados pelo INPE no mês é o maior em 25 anos de medições

Reportagens
29 de fevereiro de 2024

No quadrilátero ferrífero, em Minas Gerais, a descoberta de uma árvore é também esperança

Embora tenha caído a taxa de desmatamento na região no último ano, se acende um alerta para a fiscalização da extração de minérios, próxima da região

Salada Verde
29 de fevereiro de 2024

Oportunidade | betano abre vaga para estágio em marketing

Estudantes a partir do 5º período que se interessem pela temática ambiental podem se inscrever entre 1 e 10 de março. Vaga é para o Rio de Janeiro

Mais de betano

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.