Salada Verde

Povo Yanomami é tema de enredo do Salgueiro, no Rio de Janeiro

“Você diz lembrar do povo Yanomami em dezenove de abril/ Mas nem sabe o meu nome e sorriu da minha fome/ Quando o medo me partiu” canta escola, que desfila no domingo (11)

Júlia Mendes·
9 de fevereiro de 2024
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

“Falar de amor enquanto a mata chora/É luta sem flecha, da boca pra fora!” canta o Acadêmicos do Salgueiro, que homenageia o povo Yanomami no carnaval de 2024. A escola da Tijuca levanta a bandeira pela preservação da Amazônia e exalta a mitologia Yanomami, que tem na defesa da floresta o cerne da sua cosmovisão. 

‘Hutukara’ é o título do enredo do Salgueiro para o Carnaval 2024

Com o título “Hutukara”, que na língua yanomami significa “o céu original a partir do qual se formou a terra”, o enredo abordará as mitologias, costumes e vida dos Yanomami, além de enfatizar a importância da preservação amazônica. 

“Viver na floresta é um ofício que requer uma sabedoria ancestral, não fabricada em laboratório, nem encontrada nas páginas dos livros do “povo da mercadoria”. Viver na floresta como Yanomami é ser parte dela. É conviver com seres humanos e não humanos, animais, plantas, vento, chuva e milhares de espíritos”, explica a sinopse do enredo da Branca e Vermelha. 

O enredo, assinado por Igor Ricardo junto com o carnavalesco Edson Pereira, teve colaboração do líder indígena e escritor Davi Kopenawa, e de Marcos Wesley, do Instituto Socioambiental (ISA). 

Confira a letra do samba de enredo: 

“É HUTUKARA! O chão de Omama
O breu e a chama, Deus da criação
Xamã no transe de yakoana
Evoca Xapiri, a missão…

HUTUKARA, ê! Sonho e insônia
Grita a Amazônia, antes que desabe
Caço de tacape, danço o ritual
Tenho o sangue que semeia a nação original
Eu aprendi português, a língua do opressor
Pra te provar que meu penar também é sua dor
Falar de amor enquanto a mata chora, (bis)
É luta sem Flecha, da boca pra fora!

Tirania na bateia, militando por quinhão,
E teu povo na plateia, vendo a própria extinção
“Yoasi” que se julga: “família de bem”, (bis)
Ouça agora a verdade que não lhe convém:

Você diz lembrar do povo Yanomami em dezenove de abril,
Mas nem sabe o meu nome e sorriu da minha fome,
Quando o medo me partiu
Você quer me ouvir cantar em Yanomami pra postar no seu perfil
Entre aspas e negrito, o meu choro, o meu grito, nem a pau Brasil!
Antes da sua bandeira, meu vermelho deu o tom
Somos parte de quem parte, feito Bruno e Dom
Kopenawas pela terra, nessa guerra sem um cesso,
Não queremos sua “ordem”, nem o seu “progresso”

Napê, nossa luta é sobreviver!
Napê, não vamos nos render!
YA TEMI XOA! aê, êa! (bis)
Meu Salgueiro é a flecha
Pelo povo da floresta
Pois a chance que nos resta
É um Brasil cocar!”

  • Júlia Mendes

    Estudante de jornalismo da UFRJ, apaixonada pela área ambiental e tudo o que a envolve

Leia também

Colunas
23 de fevereiro de 2020

Tristeza não tem fim, biodiversidade sim

O carnaval é um momento único da cultura brasileira. Tanta gente feliz, fantasiada, vivendo uma vida que não tem ou não pode ter. Será a metáfora para nossos intentos em salvar a natureza?

Notícias
24 de fevereiro de 2017

18 Sambas-enredo do Meio Ambiente

Carnaval e meio ambiente têm uma longa história que, há anos, é contada nas letras de sambas-enredos. Veja aqui trechos que encantaram e encantam carnavais passados e presentes.

Notícias
2 de maio de 2023

Governo intensifica ação contra garimpo em território Yanomami após assassinato de indígena

Após morte de agente de saúde indígena e ataque contra equipes do Ibama e PRF, ministra do Meio Ambiente disse em coletiva de imprensa que ações em território Yanomami serão intensificadas

Mais de betano

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários2

  1. Pethrus Carro Pipa RJdiz:

    Que maravilhoso ver o povo Yanomami sendo homenageado no enredo do Salgueiro! É uma oportunidade incrível de celebrar e valorizar a cultura e a história desse povo tão importante para a nossa diversidade cultural. E mais ainda, foi inspirador presenciar a iniciativa da empresa Pethrus, com sua equipe presente no evento e seus caminhões-pipa abastecendo o local. Essa atitude demonstra um compromisso real com a sustentabilidade e o apoio às comunidades indígenas. Para saber mais sobre as ações da Pethrus, vale a pena conferir o site deles em https://www.videorambler.com


  2. Renato Sanchezdiz:

    Olá muito boa a reportagem. Sou Indigenista e fiz este vídeo com imagens da Reportagem sobre os Yanomami no Fantástico e o Samba Enredo da Salgueiro. Quiserem ver podem acessar o link.. Obrigado pela oportunidade. .
    https://www.hz181.com