betano

Enigmana serra catarinense

Ocinzeiro-pataguá forma geralmente um arbusto de até 3 metros de altura, mas pode crescer como uma árvore e passar dos 10 metros.

Nos últimos anos, cientistas de instituições públicas iniciaram uma corrida para evitar seu desaparecimento. “É uma das espécies com distribuição mais restrita em todo o mundo”, destaca Eduardo Giehl, doutor em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

No Parna de São Joaquim, os cinzeiros-pataguá estão a mais de 1.500 m de altitude, em áreas por vezes cobertas pela neblina onde a temperatura raramente passa dos 20ºC.

A crise global do clima pode dar cabo desse refúgio climático da árvore e de variadas outras espécies.

Aspesquisas sobre o cinzeiro-pataguá podem revelar igualmente quanto a espécie captura de carbono em seu crescimento, se animais ou aves comem e dispersam seus frutos e sementes, a longevidade e outros traços da ainda enigmática planta.

ReportagemAldem Bourscheit

EdiçãoDaniele Bragança

Imagens:Raphael Sombrio, Guilherme Moura, ICMBio

betano Mapa do site

1234